Pai estupra filha de 16 anos e ainda filma tudo em Maringá



O ajudante geral morador de Maringá, foi preso sob acusação de estuprar a própria filha de 16 anos. Após denúncia de mãe e filha, onde foi apresentada na (DPM) Delegacia de Proteção à Mulher uma fita VHS onde continha imagens probatórias do estupro da jovem.

Segundo denúncia da jovem vítima de seu pai, os estupros tiveram início a cerca de dois anos, sempre que ficava sozinha em casa com seu pai. Devido a constantes ameaças de morte, a jovem sempre relutou em denúncia-lo. Entretanto segundo a delegada Emilene Locateli, a cituação ficou insustentável depois que a jovem arrumou um namorado.

O pai da jovem acabou ficando enfurecido e enciumado com sua relação, e aumentou o tom das ameaças de morte:

"Ele (pai)dizia que se eu (filha) não fosse dele, não seria de mais ninguém".

O último estupro aconteceu em um sábado, enquanto a filha tomava banho o pai passou a filma-la. Em um dado momento fixou a câmera e tirou a roupa e entrou no chuveiro junto com a filha. A filmagem com pouco mais de 5 minutos, mostra toda a cena de estupro que se sucedeu após o início da filmagem.

"É algo nojento, horripilante de assistir", disse a delegada, acrescentando que a garota afirmou que chegou a questionar o pai sobre o que o levava a filmar o estupro e ouviu a seguinte resposta: "É para te mostrar que o mundo era assim mesmo".

O homem permanecerá recolhido na carceragem da 9ª Subdivisão de Polícia Civil de Maringá e vai responder pelo crime de estupro. Procurado pela reportagem, ele disse que só falará sobre o caso perante a Justiça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário